Conheça a Cidade

Barreiras é uma cidade, localizada no estado de Bahia (a sigla deste estado é "BA").


Sobre Censo Demográfico: O Censo realizado pelo IBGE aponta população estimada em 153.918 habitantes, sendo aproximadamente 67.913 homens e 69.514 mulheres. A densidade demográfica de 17.49 km².


As pessoas nascidas em Barreiras/BA são chamadas de "barreirense" (na expressão popular "Quem nasce em Barreiras é barreirense"). Atualmente existem 111.158 alfabetizados. O DDD (Discagem Direta a Distância) é 77


Sobre Religião: Segundo censo na cidade de Barreiras existe 96.445 habitantes da religião católica, 25.232 habitantes da religião evangélica e 1.981 habitantes espíritas.


Sobre IDHM: (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) que é composto por indicadores de três dimensões: longevidade, educação e renda. Este índice varia entre 0 e 1, sendo que quanto mais próximo de 1 maior o desenvolvimento humano. O IDHM de Barreiras/BA é 0.721 .

O código do município de Barreiras do IBGE é 2903201. Existem 54 postos de saúde (SUS) em Barreiras.

 

As terras do atual município de Barreiras faziam parte da imensa sesmaria de Antônio Guedes de Brito - o conde fundador do Morgado da Casa da Ponte. As terras que se prestavam à lavoura e criação foram vendidas no século XVII por seus descendentes a José Alves Martins, Domingos Afonso Serra e outros, ficando devolutas as chapadas das serras. Domingos Afonso Serra fez a Fazenda Tapera, onde criou gado. Após sua morte, a fazenda foi inventariada e vendida a diversos, quando, presume-se, surgiram as primeiras moradias. Em 1850, o barqueiro Plácido Barbosa habitava uma casinha junto ao porto, em terreno da Fazenda Malhada, e, juntamente com seu patrão, Francisco José das Chagas, se ocupava de receber e descarregar as barcas que chegavam, cujas mercadorias fazia seguir em tropas de animais para localidades vizinhas do estado de Goiás ou para fadas da Ribeira. Vem a seguir uma fase de progresso, a princípio, e até o ano de 1880, bastante lenta. Nessa época era a povoação um lugarejo com apenas 20 casebres de taipa ou adobe. A grande abundância nas matas locais da mangabeira, de cuja seiva se faz a borracha, foi fator definitivo de crescimento e de uma nova atividade econômica, pela qual o acanhado povoado pôde progredir mais rapidamente e obter, logo no ano seguinte, em 1881, a criação de sua freguesia. A freguesia passou a ser distrito de paz do município de Angical em 1891. Adquiriu foros de cidade em 1902, quando já possuía para mais de seiscentos e trinta casas e dois mil e quinhentos habitantes.. Fonte: IBGE e Prefeitura Municipal.


 topo

Seja visto por centenas de pessoas diariamente

Cadastre-se agora mesmo em nosso guia comercial, conheça agora mesmo nossos planos !